• Goiás 01
  • Goiás 02
  • Goiás 03
  • Goiás 04
  • Goiás 05
  • Goiás 09
  • Goiás 10
  • Goiás 11
  • Goiás 12
  • Goiás 13
  • Goiás 14
  • Goiás 15
  • Goiás 16
  • Goiás 17
  • Goiás 18
  • Goiás 19
 

"Em cantos" de Goiás

Casa de Fundição

Instalada em 1752 para "quintar" a produção do ouro que seguiria para Portugal, teve suas atividades encerradas em 1822, coincidindo com a decadência do ciclo da mineração. A fachada de estilo colonial sofreu alteração por reformas realizadas no início do séc. 20. Hoje é sede do Ministério Público.

Chafariz de Cauda

Localizado em frente ao Museu das Bandeiras, é uma fonte com adornos em ouro e possui estilo barroco.

Coreto

Lugar onde os governantes e coronéis realizavam discursos e comícios. Desde 1952, uma sorveteria funciona no pavimento inferior do Coreto.

Cruz do Anhanguera

Em 1918, o escritor e poeta Luis do Couto, trouxe para a Cidade de Goiás a Cruz do Anhanguera. Foi instalada as margens do Rio Vermelho, onde existiu no local a igreja da Lapa, levada pela grande enchente de 1839. Na enchente do dia 31 de dezembro de 2001 este monumento foi levado pela correnteza. Dias depois a Cruz do Anhanguera foi encontrada dentro do leito do Rio Vermelho. O monumento se encontra hoje totalmente reconstruído. O original se encontra no Museu das Bandeira.

Fonte da Carioca

Localizado no Largo da Carioca, é a primeira fonte de água encontrada na cidade, é cercada por um complexo de lazer muito frequentado pelos moradores e turistas da cidade.

Furna da Bandeirinha

Túnel escavado provavelmente por escravos, com 2 m de altura, no Morro da Bandeirinha. Dá acesso a vários salões. As visitas só podem ser feitas com acompanhamento. O local é na saída para Aruanã, a 500 m do Centro.

Mercado Municipal

Foi construído no final do século XIX com arquitetura eclética. O local reúne lojas de artesanato e gastronomia e é um ponto de encontro dos moradores, tornando-se um excelente lugar para conhecer o cotidiano da cidade.

Serra Dourada

O Parque Estadual de Serra Dourada faz parte de uma pequena lista de locais em Goiás que, embora extraordinários, estão ainda intocados. Um dos mais significativos monumentos naturais de Goiás. A serra fica a 37 km da sede do município, sendo 6 km em estrada de terra. Indispensável o acompanhamento de guia local.

Igrejas

Igreja do Rosário

Foi construída em 1761, chamada de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, e refeita em 1934. Os padres dominicanos alteraram sua fachada original, e terminaram a obra em 1959. Toda em pedra possui uma alta e imponente torre e arcos góticos. Na parte interna há pinturas de frei Nazareno Confaloni, grande artista sacro que viveu em Goiás.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Um detalhe curioso marca a construção, iniciada no século 18. Devido à falta de recursos, e por consequência, ausência de torre, o sino foi instalado em uma das janelas. A obra foi doada à Confraria de São Benedito dos Homens Pardos Crioulos, que a concluiu e ocupou em 1786. Utilizada apenas na Festa de Nossa Senhora do Carmo.

Igreja da Abadia

Inaugurada em 1790, foi construída e frequentada pelos escravos. No forro, uma pintura de autor desconhecido retrata a Virgem com o Menino Jesus no colo, circundados por 12 anjos. Tem altar talhado em madeira, pintado de azul e ouro e imagem de Sant'Ana, a padroeira da cidade, de Veiga Valle.

Igreja de São Francisco de Paula

Terceira igreja a ser construída na então Villa Boa de Goyaz (1761). A pintura do forro data de 1869, por André Antônio da Conceição, artista local, com cenas da vida de São Francisco. O santo é também retratado na imagem de um dos altares laterais, de autoria de Veiga Valle.

Igreja de Santa Bárbara

Com uma fachada extremamente simples, essa Igreja foi construída em blocos de pedra-sabão e adobe. É alcançada por uma escadaria de 104 degraus. Atualmente a igreja está sempre fechada, sendo aberta apenas para a festa da padroeira, no mês de dezembro. Localizada na saída da cidade para o norte, a Igreja oferece uma das mais belas vistas da cidade.

Museus

Casa de Cora Coralina

A casa da famosa doceira e poetisa que morreu com mais de 100 anos de idade. O local se tornou um museu aberto à visitação tombado pelo IPHAN. Nesta casa, você pode conhecer o cotidiano dos tempos antigos e como eram os casarões coloniais. O museu recebe centenas de turistas todos os dias e é conhecido internacionalmente.

Espaço Cultural Goiandira Ayres do Couto

Acervo da pintora Goiandira, prima de Cora Coralina. Usando 551 tons de areias coloridas, originárias da Serra Dourada, compõe belos quadros, retratando a Cidade de Goiás e seu cotidiano.

Museu da Bandeira

Primeiro presídio da cidade, construído em meados do século XVIII, atualmente funciona como museu. Lá você poderá conhecer as celas e a forma cruel com que os presos eram mantidos naquela época.

Museu de Arte Sacra

Sua construção foi iniciada pelos militares, que não puderam concluí-la devido a uma proibição real que os impedia de serem proprietários de igreja. Tendo sido doada à Irmandade dos Homens Pardos, sua construção foi concluída em 1779. No ano de 1921, um incêndio destruiu o altar-mor, a sacristia e ainda várias imagens de madeira atribuídas ao escultor Veiga Valle. Em 1969 a Igreja passou a sediar o Museu de Arte Sacra da Boa Morte

Palácio Conde dos Arcos

Em estilo barroco e clássico, era o antigo palácio dos governantes de Goiás, antes da capital ser transferida para Goiânia. Aberto à visitação, possui pinturas, móveis e objetos pessoais dos antigos governadores. Todos os anos, em 25 de julho, o governador em exercício vem despachar durante esse dia no Palácio e a Cidade de Goiás revive os tempos em que fora capital do estado.

Quartel do XX

Localizado na Praça Brasil Caiado, foi onde o povo goiano se juntou ao Exército Brasileiro para a Guerra do Paraguai. Hoje abriga o Arquivo Municipal e a Secretaria Municipal de Cultura. Mais antigo edifício oficial do estado. Foi fundado em 1747 com características arquitetônicas típicas das edificações militares do período colonial. Foi restaurado em 1982, passou a abrigar a sede regional do Tiro de Guerra, atualmente, sedia também o arquivo da Prefeitura e a Secretaria Municipal de Cultura.

Copyright©2014 - Todos os direitos reservados - Viver Turismo - Fone: (62) 3294-4798 - Goiânia - GO